maisum.

é só mais um: dia, minuto, texto.

Como se ele soubesse. Abril 10, 2009

You’re such an inspiration
For the ways that I will never ever choose to be.
Oh, so many ways for me to show you how your
Savior has abandoned you.
Thank (Fuck) your God, your Lord, your Christ.
He did this, took all you had
And left you this way
Still you pray never stray
Never taste of the fruit
You never thought to question why.

It’s not like you killed someone.
It’s not like you drove a hateful spear into his side.
Praise the one who left you broken down and paralyzed.
He did it all for you.

Oh, so many ways for me to show you how your
Dogma has abandoned you.
Pray to your Christ, to your God.
Never taste of the fruit, never stray, never break.
Never choke on the lie, even though he’s the one
Who did this to you, you never thought to question why.

It’s not like you killed someone.
It’s not like you drove a spiteful spear into his side.
Talk to Jesus Christ as if he knows the reasons why.
He did it all for you.

[ a perfect circle – judith]

Maynard fez essa música pra mãe dele, que morreu acreditando que poderia ser salva. Ainda bem que já tirei essa idéia da minha cabeça.

 

É natal. Dezembro 24, 2008

Filed under: merda,what's inside — paulamaria @ 6:50 pm
Tags: , , ,

“E o que você fez? O ano termina e nasce outra vez.” Este ano, o natal definitivamente não tem significado algum pra mim. Não tem mais porquê reunir a família, nem do lado da mãe nem do lado do pai. Está tudo separado, cheio de mentiras, intrigas, muita fé em um deus que não existe e muita tromba de elefante para problemas pequeno demais ao meu ver. Acreditar no nascimento de tal salvador também não me segura mais. Ok, eu comprei presentes para as trocas, mas é porque gosto de presentear, pelo princípio da dádiva: dar, receber e retribuir. Enfim. Não gosto de nada que está acontecendo em torno de tal data. Tá dando uma angústia. Melhor preparar as bebidas e me afogar de lágrimas quando assistirmos aos velhos filmes de natais passados. Foi a melhor solução que achei para terminar o dia menos triste. Vão aqui dois links de uma música que foi mal interpretada por demais, e ainda é. Imagine, originalmente gravada e escrita por John Lennon e lindamente rearranjada pelo Maynard James Keenan, do A perfect circle.

Boas festas.