maisum.

é só mais um: dia, minuto, texto.

A-mizade. Abril 15, 2010

Filed under: Uncategorized — paulamaria @ 3:53 am
Tags:

Deve ser por isso que essa casca grossa e essa cara carrancuda foram construídas. Tinha esquecido o quanto dói estar disponível e abrir o coração. Aconteceu que não sei como, mas foi. Aí quando faz morada, é tão complicado saber o que fazer, como agir, se posso ou devo caminhar… O silêncio me corta e não é de hoje. O tempo estilhaça e minhas mãos tremem. Há tempos não tinha tanto medo de perder, não apostava, não havia como ganhar. Se me tens em amizade, guarde com carinho. Sou frágil, sou fraca, sou vento. Já fui forte e me fazia presente. Passou. Hoje, sou pequena e aceito. Aprendi com a pequenez a dar passos pequenos e respirar e falar baixo. Meu olhos falam por mim e se temos um ao outro, entender o que eu digo. Sem palavras. Ê saudade. Sim, é saudade. E só.

 

Meu medo é de não sentir mais. Janeiro 26, 2010

Filed under: merda,mulherzinha,what's inside — paulamaria @ 9:17 pm
Tags: , , ,

E esquecer como é que era. A gente já foi tão unha e carne, tão coração e tripa, tão tudo ou nada. Do tipo andar na praia, falar mil horas no telefone, sussurrar no msn, tomar sorvete, ir no cinema, matar aula, escrever carta, mandar bilhete, beijo no ar, choro na chuva, abraço quente. Mas aí do nada tudo foi se perdendo e eu não sei mais se quem largou de mão foi você ou se meu sentimento com o mundo te fez me ver com olhos que não era mais de amor. Já matutei muito sobre nós, o que restou foram nós de tristeza e saudades. Fingir que não vejo, te tiro dali e aqui, fui apagando aos poucos as pegadas de giz, dos tempos das calçadas e dos porres sem álcool. Era engraçado e estranho toda aquela afinidade. Eu me fazia bem feliz e eu dormia com sorriso de quem sabe a quem pertence uma amizade. Outra coisa: o que foi que aconteceu com as promessas? Sei que beijos não são contratos, mas a gente nunca se importou com isso. Era bem do pra sempre que vivíamos. Em algum lugar dessa linha, o verso desandou. E aí a música se fez descompasso. Quando me veem, já me veem sem um pedaço de mim. Perdi vários. Seus e de outréns. Nunca pude dizer pra você parar que eu queria consertar, se é que teve conserto algum dia. Tentei te gritar, mas você não olhou pra trás. Uma história estranha constrói perante meus olhos. É tão perto mas parece milhas daqui. Se eu reler, vou morrer mais um pouco. Deixo aqui então pra você ler um dia. Quem sabe. O que é ter e perder alguém.

 

Para Lacanzinha de mi corazón. Novembro 28, 2008

Filed under: mulherzinha,what's inside — paulamaria @ 1:45 am
Tags: , ,

There’s no way
I’m coming back to you
I’ve just got to say
That everything we did is through
You tried to undermine
The better ranges of my nature
But soon you’re going to find
You should have started talking straighter
Now don’t you worry
I won’t put you down
I’m in no hurry, baby
To see you go to ground
Because it’s true what they say
You know it’s true what they say
You’re only king for a day
I guess you’re happy that way

Well there’s no hope
For peace and reconciliation
You’re quick to play your hand
But what you haven’t learnt is patience
So look before you leap
To tell the world your coloured story
It’s clear your talk is cheap
You’d do anything to get your glory
So spread your wings and fly
There is no doubt
You’re so sorry inside you’ve got something to shout about
Because it’s true what they say
You know it’s true what they say
You’re only king for a day
I guess you’re happy that way

And there’s no love
Ever to be lost between us
I guess this is because
The damage that you’ve done is so grievous
So I hang my head
To dwell on what might have been
But what you left instead
Is pieces of a broken dream

Now don’t you worry
I won’t put you down
I’m in no hurry, baby
To see you go to ground
Because it’s true what they say
You know it’s true what they say
You’re only king for a day
I guess you’re happy that way

So spread your wings and fly
There is no doubt
You’re so sorry inside you’ve
Got something to, something to shout about

Because it’s true what they say
You know it’s true what they say
You’re only king for a day
I guess you’re happy that way

Don’t you see that you’re only king for a day
You must believe that.

[king for a day – jamiroquai]

 

FORÇA na peruca, rapaz.

E obrigada pelo elogio na nossa conversa da festinha.

(: Beijos beijos e sorria, menina bonita bordada de flor. :)