maisum.

é só mais um: dia, minuto, texto.

jurei que voaria. mas fiquei. Dezembro 26, 2019

Filed under: Uncategorized — paulamaria @ 2:44 pm

o gosto do fim que se aproxima. é como reviver uma morte a cada ano, sabendo que se nasce no dia seguinte. entre noites, revejo minha vida num longo álbum de memórias, com fotos que queimei, outras que perdi e ainda as que esqueci de registrar. me ocupo de arrumar o lado de fora e também o de dentro, buscando um tipo de paz que não se explica com palavras. sinto, mais do que nunca, uma grande coragem em seguir adiante, mesmo que alguns olhos me vejam como covarde. a sina se repete quando me penso ingênua mais uma vez. ainda assim é melhor do que me perceber esperta demais. o gosto do fim é doce e também amargo, deixa minha língua dormente e meus lábios, secos. sinto sede por este fim… e também me sinto satisfeita. acolho mais esta morte porque percebo que vivi por inteiro, vivi por mim e por tudo que acredito. fui eu mesma, ainda que me dissessem o contrário. seguir insistindo em SER é solitário e vital. aprumo a coluna, prendo meus cabelos, jogo meu corpo no espaço. o gosto do fim me diz que tudo é possível e que eu vou sobreviver de novo. vou me repetir, vou criar, vou crescer. me sinto plena quando aceito minhas mortes… fecho os olhos e me entrego. até o próximo despertar.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s