maisum.

é só mais um: dia, minuto, texto.

Junho 17, 2014

Filed under: Uncategorized — paulamaria @ 12:14 am
Tags:

É calada que sigo a voz dos ventos a sussurrar. É calada que passo tardes a fiar, novelos infinitos de reza sem procissão. Fé cega e faca amolada dividem meu coração. Um chá quente pra amolecer os dentes que cravo no crânio. Coberta de panos e medos, sento e escrevo palavras balão. Sem coragem, algumas voam para nunca mais voltar. É calada que encontro comigo mesma e não machuco mais ninguém. A doçura do meu olhar, guardo ao futuro, esperando que venha macio. E de leve. E quente.

16.jun.2014

17:31h

Advertisements
 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s