maisum.

é só mais um: dia, minuto, texto.

Pra espantar o aperto do coração. Junho 5, 2009

Filed under: mulherzinha,what's inside — paulamaria @ 2:50 am
Tags: , ,

it's been awhile.

Olá, como vão?

Então, vou logo jogando o que estou sentindo. Estava eu a futucar orkutes de amigas antigas – digo as do tempo de escola – e me bateu a depression de la vida. Eu sei que o tempo passa, que as pessoas mudam, que as amizades vão se distanciando. Sei também que pelo fato de eu ter morado a metade do meu ensino médio fora do estado também contribuiu muito para alguns distanciamentos. Mas sabe quando você fica com uma nóia achando que pode ter sido algo que você fez ou até mesmo algo que faz parte do seu jeito que tenha contribuído pra isso? Algumas amigas já se formaram e outras vão se formar em breve. Até agora somente uma me convidou pra sua colação de grau. O resto, por enquanto, nada. Tem momentos os quais me pego agarrada nisso, sentindo falta disso, procurando respostas pra isso. Entendem? Recapitulando todos esses anos, principalmente os anos pós pré-vestibular (2004), sei que fomos tomando nossos rumos próprios, assumindo nossos jeitos perante a vida.  Será que é pelas diferenças mesmo que nos afastamos? Será que foi por eu não mer micareteira nem baladeira de boite que elas não me chamavam mais pra sair? Minha cabeça tá encucada cheia de perguntas e nem sei ao certo se quero respostas. Sinceramente, penso que só precisava mesmo exprimir isso que tava apertando aqui. Essa eminência de explosão de saudade. Acho que era isso mesmo. Nomear é uma coisa muito árdua de ser feita. Por vezes penso que é por conta de energia que dispendemos, ou, pode ser também que é por doer um tanto. E vamos combinar da dor estamos um pouco enfastiados, né?

Aqueeeele amplexo.

p.s. Não reparem a expressão de meninamápontocom na foto dos gorrinhos, que inclusive, foi tirada na Leader Magazine. Oo”

Anúncios
 

3 Responses to “Pra espantar o aperto do coração.”

  1. marieyou Says:

    eu acho que nada se solidifica, nada permanece neste estado de continuidade… achoi que foi uma fase, boa e ponto. Acabou. Guarde e viva o que ta agora, os que tem agora…amores vem e vão, amigos tambem… mas olha, os de VERDADE mesmo, ficam… podem passar anos e anos…

  2. manoellamariano Says:

    Eu as vezes fico feliz em conhecer
    pessoas que valem a pena de verdade
    tipo agora, ou depois (as que ainda não
    conheci). Sei que a probabilidade de
    construir um relacionamento real
    nessa vida turbulenta é mais difícil,
    daí a “prova de fogo”. Criança eu fui,
    agora sou Manoella. Agora é com você
    Paulie… Tu faz a vida.

  3. Laís Says:

    Nossa, eu sempre fico viajando nisso também… acho que tem um pouco de afastamento pela vida mesmo, sabe? Meu ensino médio foi uma delícia, e sinto saudades daqueles que foram amigos meus. O mais engraçado é que eles estudam lá na ufes, então eu não tenho a desculpa de “ah, é porque não nos vemos mais todo dia”…

    me dá um aperto no coração, mas c’est la vie. La vie en rose. :)


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s